7 de mar de 2012

Enquanto você dormia

Para ler ouvindo Os Mutantes - Balada do Louco.

***

Enquanto você dormia eu pensava. Olhava para o teto, para as paredes sombrias de uma noite invasiva. A janela, escancarada, convidava o vento frio a entrar. Dois corpos nus.

Enquanto você dormia eu te vigiava e viajava em sonhos que nem sei se serão reais um dia. Sonhos meus, apenas meus.

Enquanto você dormia e a Balada do Louco embalava teu sono ébrio eu enlouquecia. Não piscava, não dormia. E no acalanto do meu peito, você se aninhava. Lugar comum.

Enquanto você dormia... Dois corpos nus... Louco...

Não mais.
Você acorda. Tenho que dormir.

***

Eu juro que é melhor
Não ser o normal
Se eu posso pensar que Deus sou eu

***

Flavia e Dudu, vocês são demais! Obrigado por me ajudarem a entender que de louco eu não tenho nada.

Nenhum comentário:

Postar um comentário